5 pontos a ter em conta antes de executar um furo de água

Certamente já fez ou conhece alguém que tenha feito um furo de água. Mas isso não significa que conheça as inúmeras obrigações legais e as boas práticas recomendadas pelo sector, fundamentais para quem quer efectuar um furo em casa, para um projecto agrícola ou mesmo na empresa.

Furo de Água
Furo de água

Assim, gostaria de chamar a sua atenção para 5 pontos que entendo serem fundamentais.  

1. A empresa que executar o furo de água tem de obrigatoriamente ser titular de um alvará.

O alvará é emitido pela Agência Portuguesa do Ambiente – APA e tem a validade de 5 anos.

2. É obrigatória a emissão de uma Autorização de Pesquisa e Captação de Água Subterrânea.

A autorização pode ser requerida nas instalações da APA ou através da plataforma digital Siliamb.

De qualquer modo deve possuir (1) cartão de cidadão, (2) registo que comprove a titularidade do terreno, (3) fotografia aérea com a implantação do local de sondagem e respectivas coordenadas em WGS84 e ainda o (4) requerimento da APA.

Pode, e recomendo, deixar a responsabilidade de obtenção da autorização para furar a cargo da empresa de furos de água.

3. Faça sempre um ensaio de caudal

Por regra, o caudal de um furo é determinado pelo caudal “air-lift”, mas recomendo, após a execução do furo, e  com o objectivo de determinar as reais capacidades do aquífero, realizar um ensaio de caudal.

Compreendendo o funcionamento do armazenamento e da circulação da água subterrânea no local, a escolha da electrobomba submersível torna-se mais adequada.

Um bom furo de água pode ser arruinado pela instalação de uma electrobomba submersível sobredimensionada.

Ensaio de caudal
Ensaio de caudal

4. Os orçamentos apresentados são estimativas

Quando analisar os orçamentos recebidos tenha em mente que os valores apresentados correspondem sempre a estimativas. Somente no decorrer dos trabalhos e dos níveis produtivos (aquíferos) encontrados será possível determinar a profundidade do furo e, consequentemente, o preço final.

5. A Agência Portuguesa do Ambiente cobra uma taxa

Há um custo associado à obtenção da Autorização de Pesquisa e Captação de Água Subterrânea que é pago directamente à APA. Não confundir este valor com valores que justamente possam ser cobrados pelas empresas de Furos de Água pelo serviço de instrução do processo.
Tenha presente que este é um processo simples, para quem sabe e o faz regularmente. Para quem não conhece o processo e apenas o vai fazer, provavelmente uma vez na vida, pode ser complexo e moroso.

Espero sinceramente que esta informação lhes tenha sido útil e até uma próxima.

(Este artigo foi parcialmente publico no Jornal O Vilaverdense em Junho de 2017)

Saudações geológicas!

Jorge Oliveira

View Jorge Oliveira's profile on LinkedIn

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s